jueves, abril 25

Mulher corre risco de enterrar criança viva em GO

Antes de enterrar o bebê, a mulher descartou a placenta no vaso sanitário

Uma mulher, cujo nome não foi revelado, foi presa sob suspeita de estar enterrada no filho recém-nascido e ainda está viva, há 15 anos, em um terreno na cidade de Rio Verde, no sudoeste do estado.

A prisão por suspeita ocorreu na última sexta-feira (1º) durante a Operação Xadrez 121, que teve como objetivo cumprir ordens de prisão contra indivíduos envolvidos em casos de homicídio, feminicídio, roubo e outros crimes. As investigações policiais indicam que o crime foi cometido em 24 de setembro de 2009.

No momento da ocorrência, a polícia foi alertada por terceiros e encontrou o bebê enterrado no quintal da residência, sem vida. O exame realizado no corpo do recém-nascido, uma criança, indicou que ela nasceu com vida. Diante disso, uma mulher foi acusada de homicídio qualificado.

Uma mulher foi denunciada por infanticídio, crime que ocorre quando a mãe dá à luz e, influenciada pelo seu estado mental pós-parto, acaba matando ou renascendo. Não denunciada à polícia em 2009, a mulher alegou não ter conhecimento da sua gravidez e alegou que o bebé não estava presente sem qualquer esperança de vida ao nascer.

Após prisão preventiva, o suspeito foi levado ao Presídio de Serranópolis.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *